BRASIL Rua Dr. Emílio Ribas, 1082, 1º andar | Galeria Thiers | Cambuí - Campinas - SP
MIAMI 323 Sunny isles blvd, #708 | Sunny sles beach - FL - 33160

PAVILHÃO DO CHEF

Portfólio

Escolhemos esse ambiente pelo entorno, repleto de árvores e de história. Construímos todo o espaço, com 130m² que pudesse abrigar eventos gourmets e os convidados dos chefs.

O partido do  projeto foi a integração do espaço interno e externo. Criamos um  pavilhão com formas organicas, sem a rigidez das linhas retas, criando um vinculo ainda maior com a natureza e os jardins de burle marx. 

 Os elementos mais usados são a madeira (certificada), em toda a fachada, que confere uma proximidade  ainda maior com a  natureza, além de ser extremamente sustentável pois a madeira  pode ser reposta na natureza, quando utilizada de forma correta. para garantir essa  integração entre os espaços abusamos de tranparência.  

No teto , feito de lona cristal, já que o ambiente foi construido em baixo das copas das árvores e nas grandes janelas, que circulam todo o pavilhão. nas duas extremidades, mais um contato direto com outro elemento da natureza: cortinas de água, conferem frescor e vida ao ambiente, em contraponto ao fogareiro externo, que  aquece os visitantes enquanto circulam pelo deck externo, circulando entre  as árvores nativas. 

Na ambientação do espaço, que foi usado para degustações preparadas por chefs de cozinha, criamos um ar descontraido, mesclando tecnologia e materiais extremamente modernos, como o silestone zirconium da linha Fernando Alonso e que está sendo lançado na mostra. Seu efeito diferenciado pelos elementos espelhados incrustados fica ainda mais evidente pelo design da bancada do chef, em forma de asa delta com o frontão inclinado até o chão, onde pontos de luz realçam o brilho da peça. Além de todos os equipamentos de cozinha extremamente modernos e funcionais. 

A funcionalidade é também o ponto forte da marcenaria, toda executada sob medida para o balcão curvo,  com mdf madeira bruta e um sistema de abertura de enrolar, numa releitura das antigas escrivaninhas de nossas avós, mas agora em um novo contexto. Com isso, eliminamos aquelas várias portas, que temos que abrir e fechar qdo estamos usando a cozinha. A idéia aqui é abrir tudo, usar o que preciza, cosinhar, degustar, lavar, arrumar e só então fechar.

O mobiliário usado, é todo feito de madeira de reflorestamento,  aluminio fundido e tela marítima trazendo conforto, sofisticação despojada e durabilidade.

A iluminação é fundamental para o resultado final do  ambiente. a luz pontual sobre as mesas, marcadas pelas grandes luminárias pendentes em tons de cobre, branco e vermelho criam o ar intimista nas mesas. pontos de luz no piso, destacam a estrutura de madeira e as copas das árvores iluminadas evidenciam ainda mais a integração do ambiente com a natureza.